Lições de Steve Jobs que fez a Apple renascer das cinzas

Apenas 14 anos atrás, a Apple estava à beira da falência. Hoje é uma das empresas de tecnologia mais admiradas e uma das mais valiosas do mundo.

Steve Jobs, que renunciou na semana passada de seu papel como CEO da Apple, é a quem pode ser creditado a reviravolta drástica. Alyson Shontell, do theatlantic explica como ele fez isso.

A agora lendária campanha publicitária da Apple, “Think Different“, a partir do final da década de 1990, foi uma das mais eficazes de todos os tempos. Também resume a abordagem que Jobs trouxe ao seu cargo na Apple quando retornou à empresa em 1997. Inovação e reinvenção é a imagem da Apple hoje, e veremos as lições que podemos aprender com Jobs.


1 – Parceria com o inimigo
Você pode imaginar a Pepsi e Coca-Cola juntos? Isso é como era estranho quando a Apple e a Microsoft anunciaram a parceria em 1997, no Macworld Expo.

Após 12 anos de perdas financeiras, Jobs precisava conseguir dinheiro para Apple, e rapidamente. Então ele se virou para Bill Gates, que fez um investimento de US$ 150 milhões na Apple.

“A era da concorrência entre Apple e Microsoft não é minha preocupação no momento”, anunciou Jobs. “É sobre a saúde da Apple, é sobre a Apple ser capaz de fazer contribuições incrivelmente grande para a indústria e prosperar de novo”.


2 – Faça com que seus produtos sejam atraentes
Um grande vendedor, Jobs sabia da importância da estética, ele percebeu que os produtos da Apple precisavam de um retoque.

Em 1998, Jobs convocou uma reunião na Apple e disse: “Vocês sabem o que há de errado com esta empresa? Os produtos não são sexys.”

Hoje a Apple é reconhecida principalmente pelo design diferenciado de seus produtos, de iMacs coloridos a iPads.


3 – Mudar a visão original
A Apple começou como apenas uma empresa de informática, mas Jobs sabia que precisava ampliar sua visão se ela quisesse tornar-se verdadeiramente bem sucedida.

A Apple começou a expandir seus produtos para além de apenas computadores com o lançamento do Final Cut Pro, seguido por MP3 players, música, iPhones e iPads.

Jobs mudou o nome da empresa de Apple Computer Inc. para Apple Inc. em 2007 para simbolizar a visão nova e mais abrangente.


4 – Contornar Barreiras
Outros varejistas não estavam dando aos produtos da Apple posicionamento adequado.

Solução de Jobs? A Apple Store. Espalhadas por todo o mundo, estes estabelecimentos de sucesso são agora os “queridinhos da indústria de computadores no varejo.”


5 – Dizer aos clientes o que querem
Jobs diz aos clientes o que eles querem antes que eles saibam que querem.

“A Apple tem um grande historico em fazer com que você queira- e compre – coisas que você achava que não precisava”, diz Carl Howe, diretor de pesquisa do consumidor para Yankee Group.

Pessoas dormindo em filas para comprar um iPhone. No meu trabalho, quando Jobs anunciou o novo iPad por exemplo, no mesmo dia teve gente vendendo o iPad 1 para comprar o iPad 2.


6 – Ligar os Pontos
A Apple lança produtos que são inovadores em si, mas são também visões integradas. iPods se integra lindamente com o iTunes; iPads e iPhones colaboram com a App Store.

De acordo com Jobs, “a criatividade é apenas conectar as coisas.” Apple com freqüência mostra como a soma é maior do que todas as partes.


7 – Pessoas com Habilidades Diferentes
“Parte do que fez o Macintosh grande era que as pessoas que trabalharam nele eram músicos, poetas, artistas, zoólogos e historiadores que também passaram a ser os melhores cientistas da computação no mundo”, disse Jobs.


8 – Pense Diferente
A campanha publicitária “Think Different” no final de 1990 foi uma das mais eficazes de todos os tempos. Estimulou a inovação e reinvenção, que é a Apple hoje.


9 – Não Complique, Simplifique
Simplicidade é felicidade.
Projetista da Apple, Jonathan Ives confirma esta estratégia: “Estamos absolutamente consumidos por tentar desenvolver uma solução que é muito simples, porque como seres físicos entendemos clareza.”


10 – Vender sonhos, não produtos
Jobs deixa as pessoas viciadas em um sentimento. Não são os produtos que os clientes compram, é o que os produtos representam.

Lembre-se, preocupe-se com as pessoas em primeiro lugar e assim fará produtos direcionados a elas.


Confie nos seus instintos
Steve Jobs disse em seu discurso de Stanford: “Tenham a coragem de seguir seu coração e sua intuição. Eles de alguma maneira já sabem o que você realmente quer se tornar.”.

FONTE: http://www.theatlantic.com/technology/archive/2011/08/11-ways-steve-jobs-made-apple-the-most-admired-tech-company/243973/

Discurso completo feito por Steve Jobs em Stanford

Leonardo França

Empreendedor/Nerd/Programador/Gamer, viciado em games desde seu primeiro video game - um Master System e entusiasta de tecnologias web, principalmente Flash Platform

More Posts - Website - Twitter - Facebook

Comments

comments

Powered by Facebook Comments

Leave a Reply

Read previous post:
LG Optimus 3D terá conversor de games 2D para 3D

Teramos uma tentativa da LG em tonar os games 3D populares para smartphones, pois ela possui um pacote de conversão...

Close